Apostas de futebol do São Paulo

Consultor Jurídico

Ataques de Bolsonaro

Acusar sistema eleitoral de fraudulento é estratégia política lamentável, diz Barroso

Por 

"O sistema [eleitoral] é verdadeiramente imune de fraude. E acusar o sistema de fraudulento é só uma estratégia política lamentável", disse nesta quarta-feira (22/6) o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, que foi presidente do Tribunal Superior Eleitoral até fevereiro.

Barroso disse que ataques de hackers não prejudicariam eleições
Nelson Jr./SCO/STF

Após participar do evento "Liberdade de expressão e democracia na era digital" na Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro, Barroso afirmou que é impossível evitar totalmente ataques de hackers ao sistema do TSE. No entanto, o ministro ressaltou que, para minimizar os impactos de um eventual atentado, a Corte isola completamente as urnas eletrônicas, retirando-as do sistema. Assim, mesmo se alguém conseguir derrubar o sistema do TSE, não terá sucesso em acessar o resultado das urnas e manipular as votações, declarou o magistrado.

"Nós sempre tranquilizamos a população de que os resultados das eleições saem das urnas eletrônicas quando elas imprimem o boletim às 17 horas com o resultado. Aí acabou a eleição. O resto é só fazer conta. São 6 mil municípios, dezenas de milhares de candidatos. A gente faz a totalização [dos votos] no TSE. Dá para fazer à mão, somando os boletins de urna. De modo que o sistema não é passível de fraude. Ou pelo menos não é passível de fraude cibernética, porque não tem como chegar ao sistema", garantiu Barroso.

O ministro apontou que as notícias falsas disseminadas por um candidato contra outro devem ser apresentadas à Justiça Eleitoral. O magistrado espera que as fake news contra o sistema eleitoral sejam minimizadas.

"O que nós conseguimos fazer em 2020, e espero que consigamos fazer de novo em 2022, é minimizar os ataques à integridade do sistema eleitoral, com acusações falsas de fraude, de manipulação. Isso é impossível de existir. O programa que roda na urna é validado por estatísticos, pela Polícia Federal, pelo Ministério Público. De modo que não tem como fraudar. O sistema é verdadeiramente imune de fraude. E acusar o sistema de fraudulento é só uma estratégia política lamentável", disse o ministro.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vive questionando a integridade do sistema eleitoral, muitas vezes com base em notícias falsas. Bolsonaro já declarou que não haverá eleições em outubro se o pleito não for "limpo".




Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2022, 16h29

Comentários de leitores

1 comentário

Negacionismo

Flávio Marques (Advogado Sócio de Escritório - Eleitoral)

Quando se tem um pseudogoverno, dirigido (?) por um ignorante que necessita do caos para nuvear a sua incompetência, utiliza-se de todos os meios para criar devaneios - inclusive acéfalos seguidores e capachos da PF e da forcinha armada. Que fiquemos livres logo de um BOÇALnaro.

Responder

Ver todos comentáriosComentar
〖Software roleta grátis 〗〖Jogos a dinheiro real 〗〖Palpites de Hoje 〗〖Loteria online〗〖Apostas ao vivo 〗〖Bundesliga 〗〖Conselhos sobre apostas de futebol 〗〖la Premier League inglesa 〗〖Sportsbet Brasil 〗〖Jogo do galo 〗〖google ganhos online 〗〖Jogo do Bicho 〗〖CAÇA-NIQUEL 〗〖Software roleta grátis 〗〖AFUN - Melhor site de apostas esportivas〗〖Probabilidades das Apostas Online 〗〖AFUN-Apostas esportivas online〗〖Dinheiro de Poker Online Grátis 〗〖Prévia de apostas de futebol 〗〖Variação odds futebol 〗〖Palpites de Hoje 〗〖Bundesliga 〗〖Dicas de apostas para a Copa do Mundo 〗〖Jogos do brasileirão 〗〖Apostas Esportivas 〗〖AFUN - Jogos esportivos online〗〖Dicas de apostas de futebol 〗〖Quando começa a Copa do Mundo de 2022 〗〖Jogos de Bingo 〗〖Cassino 〗